domingo, 31 de julho de 2011

MEU PRETÉRITO IMPERFEITO

Meu sonho é um pretérito imperfeito.
Sei que te conhecer será impossível...
viverei nessa amargura, querido...
... meu anjinho sem defeito...
Pudera eu viajar nas entrelinhas do tempo,
mudar de linha temporal,
ver-te crescer,
ver-te conhecendo a vida,
ver teu sorriso
e até o teu chorar.
E mesmo sabendo que esse dia não virá
alimento em minha alma tudo!
tudo que remete a ti a cá.
será algo eterno isso...
para sempre dentro de mim.
Eternamente? sim, eu sei!
Pensamentos perpétuos, sem fim.

sábado, 30 de julho de 2011

Coração despedaçado

Escute, mas não acredite.
Beije, mas não se apegue.
Olhe, mas não se apaixone.
Jogue-se , mas não se machuque.
deseje, mas não vá atras.
Corra, mas nao tropece.
sinta, mas nao demonstre.
chore, e que ninguém veja!
sofra e levante-se.

sábado, 23 de julho de 2011

DIAS DA VIDA DE VIOLETA (Parte 10)

Pois bem. Após a morte de seu avô tudo ficou meio esquisito. Para começar, seus sonhos ficaram muito mais vívidos. No trabalho ela tinha uma colega que é cheia dessas crenças de espiritismo e dons de sonhos e premonições. Elas passaram a conversar muito sobre isso e Violeta ficou quase convencida de que isso seria um dom, apesar de ser meio desacreditada de quase tudo.
Violeta aplicou para um emprego melhor, um lugar onde pagam 5 vezes mais por hora do que o lugar que ela ainda trabalha. Ela se saiu bem na entrevistas e trials e ja chamaram ela para começar. Ela ficou muito feliz com isso. Vai poder trabalhar menos, ocupar menos a cabeça com preocupações de trabalho (assim ela espera) e ter mais tempo para lazer.
Ela tem conhecido muita gente, muito que tem os pensamentos parecidos com os dela... que compartilham da mesma opinião, que gostam de falar sobre o mundo atual, política, educação.
Semana passada ela saiu com Mariana que deu a triste noticia de que a sua irmã, Carla, tinha perdido o bebezinho que ela carregava que, para o qual, Mariana e Violeta ja estavam planejando cha de bebe, comprado vários presentes. Violeta sabia da dor de Carla e começou a chorar. Sacudiu a poeira fui visitá-la, sabendo da importância de um apoio. Conversaram muito, desabafaram. Carla está bem melhor, toda familia dela e do esposo dando todo o aoio necessário. É um momento dificil, mas passa.
Violeta tem estado muito caseira esses dias. ficando em casa, assistindo filmes, lendo e estudando e planejando as futuras viagens. Está se sentindo muito melhor desse jeito, aprendendo a apreciar a si própria.
Apesar de os dias 17 serem um aperto para seu coração, a vida dela continua e progride acima da média esperada.
FIM