sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

DIAS DA VIDA DE VIOLETA (Parte 3)

Ela conheceu um rapaz bem estudado e super agradavel, tudo tambem nesse mesmo tempo. O rapaz chamava-se Rob. Os pais de Rob moravam perto dela. Ele a convidou para um jantar. Ela aceitou e foi. Foi tudo muito bom e prazeroso, exceto pelo fato de que Violeta nao parava de pensar no seu amado Bernardo. Ela chegou muito tarde em casa e nao hesitou em mandar mensagem ao homem que nao saiu da sua cabeca durante o encontro com Rob. Aos prantos ela deixou claro que queria estar novamente ao lado de Bernardo. No dia seguinte, eles marcaram de se ver. Nossa! O coracao de Violeta nao parava de dar palpitacoes de boas vindas a Bernardo. Foram longos e dificeis dias sem o seu amado. Ela mal poderia esperar para ve-lo. Ela estava trabalhando, ja que era a unica coisa que enchia a sua cabeca. Ela havia pedido para seus patroes que trabalhasse extra para lhe ocupar a mente. Mas esse Sabado foi especial! ela trabalhou o dia inteirinho pensando no que poderia acontecer quando seu quase nao ex namorado mais chegasse. Para completar o dia, havia uma encomenda para ela no correio. Era o livro de poesia que seu amor havia escrito unica e exclusivamente para Violeta! Ela estava radiante. Fazia tempos que nao a via desse jeito. Assim que terminou de trabalhar, Violeta dirigiu-se a seus aposentos e tomou um banho tranquila e, assim que saiu do banheiro, viu seu lindo e tao querido Bernardo sentado do lado direito de sua cama. Ah!!! Era tudo o que ela mais queria: ve-lo novamente. Alegria refletida em seu rosto era imensuravel! A felicidade em ve-lo era indescritível! So em ve-lo ela ja se satisfez. Mas ela queria mais. Conversaram sobre o relacionamento, sobre como seria daquele momento em diante. Havia varias promessas feitas por Bernardo; Violeta tinha certeza que tudo daria certo entre eles dessa vez; Ela estava super convencida de que o amor de Bernardo seria somente e exclusivamente dela, que nao teria uma terceira pessoa para atrapalha-los. Era so amores. O relacionamento estava firme e solido! Nada mais poderia abalar esse amor, assim pensava a pobre Violeta.
O tempo passou, Violeta estava feliz, fez novas amizades, como sempre fez. Algumas amigas foram embora e novas amigas chegaram. Havia um problema: Rob estava voltando a se comunicar com Violeta. Ele nao parava de mandar mensagens ou e-mail, mas todos eles de uma forma amigavel e admiravel. O namoro do casal de pombinhos apaixonados estava novamente caindo na rotina. Nada de novidade estava acontecendo, eles nao conheciam novos lugares, nao faziam mais programa a dois, nao saiam para jantar fora. Violeta comecou a ver que as promessas feitas por o amor de sua vida nao estavam se concretizando, viu que as promessas so ficaram mesmo para esquentar o relacionamento no comeco da volta. Ela comecou a ficar entediada todos os dias em casa a mesma coisa. Ela adorava cozinhar, mas ja estava caindo na rotina. Depois nem cozinhar eles estavam mais. Ela comecou a dar mais atencao a quem lhe dava atencao: Rob. Voltou a falar com ele. Ela tinha uma nocao das intencoes dele, mas mesmo assim ela continuou a alimentar essa pequena chama que estava dentro de si. Bernardo estava super confiante que eles estavam bem. Ele nao sabia que Violeta estava entediada com tudo o que estava rodeando ela. Ela nao aguentava muito. Preferia agora sair com as amigas do que passar a noite ao lado de Bernardo no sofa vendo alguma coisa na TV. Comecou a dar ouvidos ao que os outros falavam e assim sentiu o seu proprio namoro enfraquecer. Ela nao estava muito preocupada, pois estava muito chateada com o nao cumprimento das promessas do seu quase nao mais amado. Sua atencao foi direcionada a amigas e, claro, ao super atencioso Rob. Um dia, numa dessas aventuras com suas melhores amigas, ela trocou algumas mensagens com Rob em seu celular e entregou-o a sua amiga Emanuele que nao estava com o seu celular com bateria suficiente para ligar pros amigos. Emanuele comecou a responder as mensagens que Rob mandava para sua amiga Violeta a qual nao sabia que tipo de mensagens estavam sendo trocadas, mesmo se ela soubesse antes, ela deixaria continuar. Quando ela viu o teor de mensagens trocadas com Rob, ela comecou a rir, nao achou nada de errado em deixar a amiga fazer isso. Ela nao costumava apagar as mensagens em seu celular. Seu amado Bernardo ja havia lhe pedido para nao conversar mais com Rob alem do essencial, mas Violeta sentia necessidade de conversar com uma pessoa tao agradavel, que lhe fazia bem, Ela nao queria perder contato assim e salvou o numero do Rob como se fosse uma amiga do sexo feminino, ou seja, ela poderia falar livremente com Rob sem nenhum resquicio de Rob. Ao chegar na casa do seu amado para dormir, caiu logo na cama e Bernardo pegou o celular de Violeta e comecou a ver o que havia nas mensagens e viu que havia conversas muito picantes da sua bela adormecida com uma outra garota. Mas Violeta nao contou com a astucia e esperteza de Bernardo: ele viu o numero do telefone e reconheceu o numero do seu rival. Foi um bafafa. Ele acordou a bela adormecida de seu tranquilo sono de um jeito nao tao amigavel e assim tudo se tornou um inferno, nao para Violeta, acostumava com os gestos aveludados de Rob. Ela ficou super chateada. Naquelas alturas, qualquer gesto inadequado de Bernardo, ela se incomodaria muito. e assim foi. Ela ficou tao chateada que ate chegou a fazer mencao que fogaria coisas em Bernardo! Ela se alterou muito. Bernardo tambem. Mas ela pareceu sair dos trilhos. Ela ficou com medo de perder o seu amor para sempre. Se acalmou e percebeu que ainda amava seu namorado pelo simples fato de ter medo de perde-lo, nao que seja regra que quando se tem medo ou nao tenha seja algum significado de que ame ou nao. Mas ela sentiu algo bem mais forte. Bernardo a amava muito e entao nao ligou muito para o acontecido. Violeta percebeu o grande erro que cometeu e resolveu parar de falar com Rob de vez. Mandou mensagem e e-mail dando adeus a amizade ou seja la o que isso poderia ser chamado. Rob nao se conformava com o acontecido e resolveu entrar em contato com Violeta, ele nao a deixou em paz. Eram e-mail, mensagens no celular, ligacoes. Violeta se sentia tentada e, ao mesmo tempo, triste por ter mais uma vez despertado algo em outro homem. Nao que ela nao goste, mas seria para ela outra dor a ter que passar, mas ao mesmo tempo ela sentia que a qualquer momento poderia perder o seu Bernardo novamente. Apesar de o seu amor ter lhe pedido para que ela contasse a ele quando Rob entrasse em contato novamente, ela resolveu somente ignorar os dois. Nao contava para seu namorado e nem respondia as mensagens do Rob.
Tudo havia caido na rotina novamente. Namoro rotineiro, apesar do amor. Trabalho rotineiro, 100% tudo na sua vida virou rotina. Sempre haviam brigas em seu relacionamento. Ela ja estava se cansando de tudo, ficar desgastada de tudo isso. Muita brigra, desgosto, rotina, saudade, solidao. Tudo isso fez com que Violeta sentisse a necessidade de conversar com alguem. Ela conversava com suas amigas, parentes. Mas nada a deixava quieta. Ela amava muito Bernardo, mas o relacionamento estava super desgastado, ela nao via muita coisa que poderia dar certo. Nao achava que ele dava devida atencao para eles.

Nenhum comentário: