quinta-feira, 20 de março de 2008

Páscoa

Há tempos atrás, o sentido dá páscoa vem mudando. São dados ovos de chocolate às pessoas queridas e queremos bem. Qual o porquê dos ovos? Na França antiga, os amigos se presenteavam com ovos de galinha. Mas os ovos não eram para ser comidos, eram apenas um presente que simbolizava o início da vida. No século X, na Inglaterra, os ovos de páscoa ficaram ainda mais sofisticados! O rei Eduardo costumava presentear a realeza e seus súditos com ovos banhados em ouro ou enfeitados com pedras preciosas. Dá para imaginar o porquê de essa prática não ter tido muito sucesso. Somente após 800 anos, os franceses trataram de inventar os ovos achocolatados, vale ressaltar que o chocolate era uma iguaria vinda da recém-descoberta América.
De onde veio o coelhinho da páscoa? Surgiu entre os povos pagãos durante a Idade Média na Europa. Eles celebravam a deusa da primavera (Ostera), ela segurava um ovo em sua mão e observava um coelho, representante da fertilidade, pulando alegremente ao redor de seus pés.
Certo. Fertilidade vinda do coelho, início da vida representada no ovo. Está aí o sentido da páscoa que muitos não sabem ou não lembram. O sentido cristão da páscoa, que para mim é verdadeiro sentido, não foi tão deturpado pelos pagãos. A essência dela estava presente em cada festejo, símbolo ou iguaria.
O início de uma vida nova doada por Jesus anos atrás, uma oportunidade de arrependimento e começar algo novo e diferente. É assim que é comemorada a páscoa cristã... com a morte e ressurreição de Jesus.
Não percamos de vista esse sentido maravilhoso que tem a páscoa.

Beijos e carinhos,
Ana Raquel

domingo, 2 de março de 2008


Quem é que surge de algum lugar lá no céu...Os ursinhos carinhosos estão aí pra ajudar se precisar é só chamar... não tenha medo se algo te ameaçarrrrrr... os ursinhos surgem pra te ajudar... os ursinhos carinhosos 5...4...3...2...1....
Quantos não se lembram dessas inocentes e inofensivas criaturinhas fofas sempre dispostas a ajudar as pessoas...
Era uma sexta-feira de madrugada.... Fui dormir ...
Sete a dez ursinhos carinhosos estavam correndo desesperados... Estavam cansados e com o medo estampado no rosto... Escondiam-se em uma casa de palha onde morava uma senhora já bem de idade... Porém não foi suficiente para que o coração gelado não os visse... Ao chegar na casa onde os ursinhos carinhosos estavam escondidos, o Sr. (a Srª) coração gelado os assustou... Mas, como o bem sempre vence, as criaturinhas fofinhas saíram em disparada sem que o (a) malvado (a) os fizesse mal...
Eles correram muito... O mal sempre atrás.... correram.... correram... Chegaram em uma floresta e se esconderam atrás de umas árvores bem robustas... Como sempre, novamente, o coração gelada os encontrou...
Fugiram novamente... Porém dessa vez foram ao campo das flores... Muito belo lugar para um esconderijo e para que alguém mau chegasse lá para a destruição... Os ursinhos avistaram de longe uma pessoa toda de vermelho ... vermelho dos pés à cabeça: coração gelado... e, dessa vez, não esperaram que chegasse perto.... Saíram em disparada a uma torre de controle de um aeroporto... coração gelado os avistou correndo... mais ou menos dez ursinhos verdinhos com um trevo na barriga para dar sorte...
Lá chegando, encontraram as portas fechadas.... tudo fechado e somente um rapaz, talvez o vigia, lá sentado à espera de alguém.... O rapaz não quis abrir a porta.... À primeira vista, a torre de controle era um lugar seguro onde jamais o coração gelado descobriria a presença dos ursinhos... Viram que o coração gelado se aproximava e trataram logo de explicar ao vigia a situação atual deles... Contaram do perigo que eles corriam... Percebia-se que o rapaz era bom, e logo em seguida, de prontidão, abriu a porta para que ali pudesse ser o refúgio seguro dos ursinhos.
Acordei assustada e pensativa... Fui pensar no meu sonho.... lembro bem do rosto de cada ursinho....e também da cara raivosa do (a) Coração Gelado.... pensei comigo: que alegoria interessante e bem real!!!
Ainda bem que saí desse mundo de ursinhos carinhosos com um coração gelado atrás... hoje vivo só no mundo onde existe ursinhos... paz... amor... e não é preciso que os ursinhos sejam todos verdes para dar sorte... todos eles tem as cores com as quais nasceram... cores originais... até pq a sorte não é necessária tendo sempre a paz por perto...

By Ana Raquel Melo Cutrim