segunda-feira, 29 de outubro de 2007

LOUCURAS E DEVANEIOS DE INSATISFAÇÃO E ESPERANÇA


Vocês já tentaram entender as loucuras da vida???? Passo a minha vida inteira nesses devaneios em tentar entendê-la... nunca achei uma resposta... até hoje tento, e acho que sempre estarei a procurar até conseguir esse objetivo...
Às vezes fico pensando nos porquês de todos os problemas existentes... os que aparecem na nossa frente pra nos atormentar... penso também naqueles que precisam de uma solução urgente e nas decisões a ser tomadas... tomamos cada decisão errada!!!! Quebramos a cara e, mesmo assim, com a maior cara de pau, voltamos a cometer o mesmo erro sem perceber que ele já foi cometido anteriormente... ô derrota!!!!
Esses devaneios são realmente capazes de nos levar à verdadeira loucura a ponto de irmos morar em um lugar não muito agradável, manicômio... somos mesmo lixo se não dermos a volta por cima e tentar ser felizes mesmo com todos os problemas, já que são “impossíveis” de ser resolvidos... e conviver Tb com toda a impureza existente nesse mundo... fazer decisões e, sempre q errar, ter mesmo aquela carinha de pau.. porque só com essa cara de pau é que se vence a vida e se ganha pontos mais lá na frente... ninguém venceu a vida calado... só as loiras burras que se tornaram inteligentes no momento em que fecharam a boca (sem preconceitos, gente)... vamos tornar os problemas possíveis de ser resolvidos... por favor!!!!!
Isso tudo não é vazio existencial, meu povo... é simplesmente uma questão de tentar achar o certo nesse mundo de errados... essa vida é uma banalidade total... é como se fosse repetição de tudo q já foi dito de errado e os erros se tornam as verdades.. isso é que eu não entendo ... como as pessoas desistem tão fácil de lutar contra o erro e procurar ver a verdade, procurar a solução dos problemas... procurar fazer o certo que é tão óbvio... ta na cara... mas a viseira da mentira é tão grande que não deixa o erro ser visto...
Vamos tentar chegar ao objetivo da vida... vamos dizer sim à transvaloração de todos os valores... lá vai eu voltar pro doido do Nietzsche... vamos dizer sim ao niilismo... hahahha ... vamos dizer não à banalização dos problemas... vamos enfrentá-los... vamos ter nossos objetivos e não aqueles que tentam nos impor... só assim a felicidade vem e as loucuras da vida se vão.
(By Ana Raquel Melo Cutrim)

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Ser ou não ser... eis a questão...

William Shakespeare escreveu isso em sua obra quando Hamlet estava angustiado pelas dúvidas sobre o assassinato de seu pai. Ele se referia ao fato de que nem sempre as pessoas são o que parecem ser, posso até afirmar que não só pessoas, como tudo.
Há várias questões relacionadas à existência no mundo literário. “Penso, Logo existo”, dita por Descartes põe o “ser” do homem em dúvida. Na verdade, o pensar é a única coisa q nos difere dos animais irracionais.... se são irracionais, eles não pensam, logo não existem... então, o existir está intrinsecamente ligado à sabedoria. “Mate o que há de animal em ti e serás meio humano”.
Tudo isso está relacionado à ideologia pregada a esse mundo incrédulo, cheio de “viseiras”... o Estado cega os intelectuais “não pensantes” e até os pensante... se assim é, existem e não existem.... pois uns deixam-se ser enganados pela “verdade” pregada e acabam esquecendo que existe uma verdade real... o famoso “real world” pregado na trilogia do filme “matrix”. O mundo parece ser maravilhoso e ruim... muitos pensam que ele seja de um jeito, porém é totalmente o contrário do q pensavam... talvez esse mundo não exista ... talvez ele não “é”...
Lembremos do “Amor Fati” ... ele não é um conformismo ou aceitação das verdades da vida como se viessem do nada... muito pelo contrário... é vc saber que vc mesmo é culpado de sua situação atual... vc a construiu...vc a criou... então, não vamos nos conformar com esse mundo do jeito que está...ele está se acabando por “falta de conhecimento”... não se destrua por usar “viseira” a qual vc sabe que que lhe é colokada para esconder de vc a verdade nua e crua....
O mundo não é bom nem mau... nós é que fazemos mal... e também fazemos bem... não vamos deixar que o domínio dos ditos “mais fortes” venha influenciar nossas vidas... pensamentos... modo de agir... modo de ser... se vc pensa, vc pode ser... vc pode existir... ou vc prefere ser um zé ninguém neste mundo que te faz bem e mal??? Não seja mais um iludido... Lembre-se que nem tudo parece ser o que é na verdade... a realidade pode ser totalmente camuflada e diferente...
Façamos do “sermão” de Nietzsche um passo a ser seguido... vamos renovar as valorações dominates.... vamos transmutar os valores... transvalorá-los... vamos transformar... mudar de sentido no âmbito das idéias e na visão geral que temos da vida e do mundo... Vamos nos permitir ser, viver e existir!!!!

By Ana Raquel Melo Cutrim